Vídeo: Steve Jobs Explica as Rochas Sedimentares da Tecnologia

Em 1994, Steve Jobs, então com 39 anos de idade e atuando como chairman e CEO na NeXT, empresa que ele fundou após sua saída da Apple, foi entrevistado pela Silicon Valley Historical Association a fim de dar conselhos para jovens empreendedores que desejam abrir seu próprio negócio.

O excerto abaixo, que registra a definição surpreendentemente clara de Jobs para seu legado na história da tecnologia, foi retirado desta entrevista de vinte minutos e que foi recentemente lançada na forma de documentário com 60 minutos de duração pela mesma associação que a realizou.

O vídeo está em inglês, mas você pode ler a transcrição que fiz para o português logo abaixo. Divirta-se!

Todo o trabalho que eu fiz, este é um negócio muito estranho e um estranho desafio da vida. Todo o trabalho que eu realizei em minha vida estará obsoleto quando eu estiver com, você sabe, 50 anos. Apple II está obsoleto agora. Apple I está obsoleto há muitos anos. O Macintosh está à beira de se tornar obsoleto nos próximos anos. Este é um campo onde não se escrever um principio que valerá por 200 anos, este não é um campo onde se pinta um quadro que será observado por séculos ou se constrói uma igreja que será admirada e, você sabe, olhada com espanto por séculos – não. Este é um campo onde se faz o trabalho e, em dez anos, este trabalho está obsoleto e realmente não poderá ser utilizado dentro de dez ou vinte anos. Você não pode voltar no tempo e usar um Apple I, pois não há mais software para ele; dentro de 10 anos mais ou menos, você não será capaz de utilizar um Apple II; você não poderá ligá-lo e ver como é que é. Então, é mais ou menos como sedimentos de rochas. Você está construindo uma montanha e contribui com sua pequena camada de rocha sedimentar para tornar a montanha mais alta, mas ninguém na superfície – a menos que tenham visão de raio-x – verá o seu sedimento. Eles ficarão em pé sobre ela, com certeza, você sabe, ela será apreciada por algum raro geólogo, mas não é nem um pouco como o Renascimento. Muito diferente. Muito diferente. Então… (Steve Jobs, 1994)

E você, concorda com Jobs?